.

.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Trabalhadores reféns em obras bilionárias na Amazônia

Sítio Pimental
Fonte: Pública/Bruno Fonseca e Jessica Mota
Mortes no Maranhão, trabalhadores forçados por soldados da Força Nacional a permanecerem em canteiro de obras em Belo Monte. Acusados de violar direitos trabalhistas, megaempreendi-mentos recebem financiamento do BNDES.

A hidrelétrica de Belo Monte, em construção, fica a cerca de 70 km da cidade de Altamira, no município Vitória do Xingu, no estado do Pará. O canteiro da obra pública mais cara e controversa do Brasil é formado por quatro sítios, Belo Monte, Canais e Diques, Pimental e Bela Vista. Ali, formam-se quase cidades paralelas, com transporte e alimentação fornecidos pelo Consórcio Construtor Belo Monte e comércio dentro dos canteiros.

Leia a íntegra

Educa Jundiaí


O blog ‘Educa Jundiaí’ é a mais nova ferramenta da Secretaria de Educação de Jundiaí, uma forma de comunicação direta com a comunidade escolar e os profissionais da Educação. Profissionais de comunicação da Secretaria de Educação produzirão material próprio para alimentar o blog e também compartilharão informações interessantes publicadas em outros veículos.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Prazo para aposentados pedirem revisão de benefício acaba em dezembro


Fonte: A Gazeta
O prazo de 10 anos para exigir do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o recálculo da aposentadoria deve provocar uma corrida à Justiça. Só no Estado, mais de 2,8 mil segurados têm este mês e dezembro para buscar a revisão do benefício. No ano que vem, o tempo limite para solicitar reavaliação dos pagamentos acaba para mais de 20 mil beneficiários.

A mudança na regra foi aprovada em outubro pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No Estado, pelo menos 16.255 aposentadorias e pensões liberadas entre janeiro e outubro de 2003 não podem mais ser avaliadas. Estão fora da prescrição apenas os casos de segurados que já abriram processo administrativo ou judicial antes que os 10 anos de benefício fossem completados

Mapas ajudam a explicar o mundo

Na última semana, o site do jornal Washington Post publicou uma matéria com 40 mapas que explicam o mundo. Vale uma espiada!

Países onde as pessoas se sentem mais amadas

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

IBE-FGV oferece palestra sobre Sistema Tributário

Parceiro do SEAAC oferece oportunidade de qualificação. Aproveite!

Mulher perde até 40% da renda com fator previdenciário

O fator previdenciário é a fórmula aplicada na hora do cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição. Ele considera a idade, expectativa de vida e o tempo pelo qual o segurado pagou o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) – até o momento em que deu entrada no benefício. O fator, que achata o valor das aposentadorias em torno de 30%, é ainda mais prejudicial para as mulheres. De acordo com especialistas, elas podem perder até 40% do valor mensal, enquanto os homens recebem, em média, 28% a menos.

Isso acontece pelo fato de que o tempo de contribuição para a mulher é de 30 anos, cinco a menos do que para os homens, o que impacta diretamente no fator, conforme explica o advogado previdenciário Thiago Luchin, do escritório Aith, Badari e Luchin Sociedade de Advogados.

“Como a idade e o tempo mínimo para a mulher se aposentar são menores, consequentemente o fator previdenciário terá um coeficiente menor, o que multiplicado pela média dos salários irá prejudicar a trabalhadora.”

Todo trabalhador deve saber sobre salário...

Fonte: TRT10

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...