.

.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Aposentadoria Especial para deficientes

Diário do Litoral 8nov2013

A memória de Jundiaí em um click!

Durante os quase 40 anos em que trabalhou como jornalista, Geraldo Gomes Gattolini foi testemunha ocular de alguns dos mais importantes acontecimentos políticos do País. Desde quando deu início à carreira, na Rádio Clube de Itapira, em 1953, até os anos em que comandava a sucursal do Jornal do Brasil em São Paulo, Gattolini presenciou o nascimento e a extinção de diversos partidos políticos; viu, de perto, o burburinho de manifestações populares como as Diretas Já; de quebra, presenciou o surgimento e a ascensão de inúmeros líderes políticos, como Lula e Fernando Henrique Cardoso.

Em Jundiaí, não foi diferente. O também pesquisador e historiador - apaixonado pelas curiosidades da rica história da cidade - começou a pesquisar documentos históricos que ajudam a contar e a desvendar a história da cidade. O material pertence, na maioria das vezes, ao 1º Cartório, aos arquivos municipais - como da Câmara de Vereadores - e estaduais. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Feminismo pra quê? No Brasil, estupra-se mais do que se mata

05/11/2013 por Pátria Latina 
por Nádia Lapa/Carta Capital online

Segundo a 7ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2012 foram registrados 50.617 casos de estupro no país, número superior ao de homicídios dolosos (47.136). Isso significa que, a cada dia, 138 vítimas vão à polícia relatar um estupro. Por hora, seis pessoas buscam o Estado para procurar justiça.

O post poderia terminar no parágrafo anterior. Estes números deveriam ser capazes (e espero que sejam) de deixar qualquer pessoa alarmada. Mais do que isso: deveríamos passar a pensar em nós mesmos, em como podemos mudar este panorama assustador.

Todo trabalhador deve saber sobre insalubridade...

Fonte: TRT10

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Centrais convocam trabalhadores!


Alunos da rede municipal vão receber uniforme

A partir de 2014, a Prefeitura de Jundiaí vai fornecer uniformes escolares para todos os alunos da rede de ensino municipal, da pré-escola ao ensino fundamental. A estimativa de investimento é de R$ 7,5 milhões a R$ 8 milhões. A medida vai atender cerca de 26 mil crianças, de 4 a 10 anos.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (5) O kit do uniforme incluirá camiseta, short ou short-saia, agasalho (blusa e calça) e tênis. O fornecimento de uniforme escolar, assim como o kit de material escolar, já estava previsto na lei orgânica do município, mas nunca foi regulamentado. Neste ano, a atual administração elaborou um projeto de lei assinado nesta terça-feira (5) pelo prefeito.
Fonte: Portal Prefeitura Jundiaí

Se a Violência já está acontecendo com você, tente se proteger e procurar ajuda


Congresso Nacional trajado para o Novembro Azul!

Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

terça-feira, 5 de novembro de 2013

"Dumping"

Dumping é uma palavra inglesa que deriva do termo "dump" que, entre outros, tem o significado de despejar ou esvaziar. A palavra é utilizada em termos comerciais (especialmente no Comércio Internacional), para designar a prática de colocar no mercado produtos abaixo do custo com o intuito de eliminar a concorrência e aumentar as quotas de mercado.

O dumping é frequentemente constatado em operações de empresas que pretendem conquistar novos mercados internacionais. Para isso, vendem os seus produtos no mercado externo a um preço extremamente baixo, muitas vezes, inferior ao custo de produção. É um expediente utilizado de forma temporária sabendo que, posteriormente, irá ser praticado um preço mais alto que possa compensar a perda inicial.

Governo não tem vagas para treinar desempregados

As centrais sindicais consideram que o  governo não tem estrutura para bancar cursos de qualificação profissional para os desempregados que pedirem o seguro-desemprego pela primeira vez. Pela atual regra, o curso é obrigatório quando o trabalhador solicita o benefício pela segunda vez em um prazo de dez anos.

A mudança, em estudo no Ministério da Fazenda, será discutida com os sindicalistas na segunda-feira e tem como objetivo controlar gastos públicos com o pagamento. No ano passado, 90 mil desempregados fizeram cursos de qualificação para conseguir receber o seguro.

Todo trabalhador deve saber sobre férias...

Fonte: TRT10

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Cartilha: Para que serve e o que faz o movimento sindical

O Diap lançou a segunda publicação da série “Educação Política”. Trata-se da cartilha “Para que serve e o que faz o movimento sindical”. O objetivo desta cartilha, assim como a anterior (Noções de Política e Cidadania no Brasil), é estimular ações de cidadania e despertar os trabalhadores para a importância da militância sindical, chamando atenção para o papel dos sindicatos na construção de consciência da classe trabalhadora e, em consequência, na organização e fortalecimento das bases sociais da democracia.
Fonte: Ag. Diap

Governo desiste de mudanças na Previdência Social

Principal responsável pelo rombo nas contas públicas anunciado ontem, a Previdência Social ficará como está no restante do governo de Dilma Rousseff. Em entrevista ao Estado, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, afirmou que o governo desistiu de enviar ao Congresso medidas como mudanças nas regras de pagamento de pensão e uma alternativa ao fim do fator previdenciário, que poderiam melhorar o resultado das contas previdenciárias. "Não há condições políticas necessárias para se efetivar uma reforma dessa complexidade num ano eleitoral", disse.

A mudança no regime de pensionistas, na avaliação do ministro, pode ter mais apoio da sociedade, mas deverá enfrentar resistência no Congresso. "As pessoas não têm ideia de que financeiramente as pensões representam muito. A viúva, se casa novamente, usufrui; se os filhos se tornam autônomos, têm sua independência, ela usufrui. Eu sei que teria o apoio da opinião pública, mas num ano eleitoral não seria assimilado."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...