.

.

.

.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Leasing: Fechado o acordo coletivo de trabalho

Fechado o acordo coletivo de trabalho. principais cláusulas já estão disponíveis para consulta. Caso precise da CCT na íntegra, procure o SEAAC.

Clique

Centrais sindicais se reúnem para finalizar documento de luta pelos direitos dos trabalhadores

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e as demais centrais sindicais se reuniram na manhã dessa quinta-feira (21), na sede do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), para finalizar o documento com as principais bandeiras de luta do movimento sindical, no segundo semestre de 2016, que será lançado no próximo dia 26 de julho, na Assembleia Nacional do Trabalhador, pelo Emprego e Garantia dos Direitos, que acontece no Espaço Hakka, no bairro da Liberdade, em São Paulo.

Representando a CSB, o secretário–geral Alvaro Egea debateu com membros da CTB, UGT, CUT, Força Sindical, Nova Central e representantes do DIEESE.

Entre os diversos pontos discutidos na reunião fazem parte do documento temas como reforma da Previdência, retomada da geração de emprego, precarização e flexibilização dos direitos dos trabalhadores.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Cautela com uso de FGTS no consignado

Economistas recomendam cautela com a possibilidade de trabalhadores do setor privado utilizarem o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e a multa rescisória como garantia do empréstimo consignado. Segundo eles, a medida tem pontos positivos, como possíveis juros mais baixos, já que reduz o risco assumido pelos bancos. No entanto, destacam que a mudança pode causar aumento do endividamento em época de crise.

A lei que autoriza o trabalhador do setor privado a usar até 10% do FGTS e até 100% da multa rescisória como garantia de empréstimo foi publicada na sexta-feira (15) no Diário Oficial da União. A norma condiciona o acesso a esses valores à demissão sem justa causa, por culpa recíproca ou força maior. Ou seja, os bancos só podem sacar os benefícios do devedor caso ele seja dispensado e não possa continuar pagando o consignado, que é descontado na folha de pagamento.

Governo enviará ao Congresso até o final do ano três propostas trabalhistas

Fonte: Fecomerciários c/informações Folha de S.Paulo
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, afirmou nesta quarta-feira (20/7) que o governo do presidente interino, Michel Temer, vai enviar ao Congresso até o final do ano três propostas na área trabalhista: uma atualização da CLT, a regulamentação da terceirização e a transformação do PPE (Programa de Proteção ao Emprego) em algo permanente.

Sobre a CLT, a ideia é prestigiar a negociação coletiva, com abertura da possibilidade de flexibilização de jornada e salário, e uma simplificação da lei para evitar interpretações diversas. O governo não quer mexer com questões relativas a direitos como parcelamento de férias e do 13º.

No caso da terceirização, o ministro disse, durante café da manhã com jornalistas, que a proposta deve incorporar ideias de vários projetos no Congresso, incluindo aquele já aprovado na Câmara no ano passado, mas que não será liberada a terceirização de qualquer atividade, mas somente de alguns serviços especializados.

No PPE, será enviado um projeto de lei para torná-lo uma política permanente. Hoje, o PPE tem prazo de adesão até o final de 2016 e acaba em 2017. Antes disso, o ministério quer mudar o programa para aumentar a participação do setor de serviços (só uma empresa dessa área aderiu até agora).
Nogueira disse ainda que os dados do Caged de junho devem mostrar uma desaceleração do desemprego, mas ainda serão negativos. Ele prevê que o número de desempregado possa cair ainda neste ano.

Terceirização

quarta-feira, 20 de julho de 2016

CSB participa de ato das Centrais contra as taxas de juros


Contra a exorbitante taxa de juros praticada pelo Banco Central, as Centrais Sindicais se uniram para protestar contra o aumento da Selic, nesta terça, 19 de julho, na Avenida Paulista. O ato unitário reuniu diretores e militantes da CSB, UGT, CUT, Força Sindical, Nova Central, CTB, CGTB, e representantes de movimentos sociais.

A manifestação aconteceu em frente ao prédio do Banco Central, no período em que a equipe econômica está reunida para definir os rumos da taxa Selic, que é o índice pelo qual as taxas de juros cobradas pelos bancos no Brasil se balizam e, segundo o mercado financeiro, devem permanecer em 14,25%. 

Nota de falecimento de Paulo Cesar de Pereira Durand, diretor nacional da CSB

É com pesar que a Central dos Sindicatos Brasileiros comunica o falecimento de Paulo Cesar de Pereira Durand, diretor nacional da CSB, presidente do Sindicato dos Administradores no Estado de Rondônia (SAERO), diretor do Sindicato dos Trabalhadores no Poder Executivo do Estado de Rondônia (Sintraer), membro do Conselho Federal de Administração e vice-presidente da Federação Brasileira dos Administradores (FEBRAD). 

O SEAAC Jundiaí lamenta o falecimento do sindicalista e manifesta os mais profundos sentimentos de pesar e solidariedade à sua família.

Um em cada quatro brasileiros é hipertenso

O Ministério da Saúde divulgou ontem(29) que um em cada quatro brasileiros é diagnosticado com hipertensão. Apesar de ser considerado alto, o índice tem se mantido estável, de acordo com dados da pesquisa Vigitel 2015. No ano passado, a doença afetava 24,9% da população, sendo que, em 2014, esse percentual foi de 24,8%. A doença atinge mais as mulheres e o número de casos cresce conforme aumenta a idade da população.

De acordo com a pesquisa, grande parte dos brasileiros não acredita que consome muito sal. Apenas 14,9% da população consideram seu consumo de sal alto ou muito alto, entretanto mais de 70% consomem sódio em excesso. Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome uma média de 12 gramas de sódio todos os dias. O valor é quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de menos de 5 gramas por dia.

Segundo o ministério, o consumo excessivo de sódio é fator de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, que atualmente respondem por 72% das mortes no Brasil, como hipertensão, obesidade, osteoporose e problemas renais.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Parceria da CSB com Café Viagens e LATAM garante 10% de desconto em passagens áreas

Fonte: CSB
A CSB firmou parceria com a agência Café Viagens e a companhia LATAM Airlines Brasil (atual operadora dos aviões TAM). Os dirigentes sindicais de entidades filiadas à Central terão, a partir deste mês de julho, 10% de desconto nos valores das passagens aéreas para destinos nacionais.

Com o objetivo de facilitar o transporte dos sindicalistas por todo o Brasil, a promoção vale para qualquer dia da semana e pode ser utilizada por todo dirigente de sindicato filiado à CSB, tanto em viagens a trabalho quanto pessoais – basta o passageiro ter autorização da diretoria de sua entidade e apresentar o CNPJ do sindicato à Café Viagens.

Para obter o desconto, os interessados devem entrar em contato com a consultora Carol Rezende pelo telefone/WhatsApp (15) 9 9701- 9944, ou pelo e-mail carol@cafeviagens.com.br, ou ainda por meio do Skype ao adicionar o contato carol.cafeviagens. O número de passagens que o dirigente pode solicitar no mesmo dia com o desconto é ilimitado.

A iniciativa tem o objetivo de auxiliar as bases da CSB nas lutas de suas categorias pelo País, além de vantagem na aquisição de bilhetes para viagens pessoais.

Brasileiro quer se aposentar antes de completar 60 anos, diz Datafolha

Fonte: Folha de SP
Parcela significativa da população brasileira espera se aposentar antes de completar 60 anos de idade e resiste à proposta de estabelecer uma idade mínima para a aposentadoria dos trabalhadores do setor privado, defendida pelo governo do presidente interino, Michel Temer.

Pesquisa concluída na semana passada pelo Datafolha mostra que somente 24% dos brasileiros esperam se aposentar depois dos 60 anos. Outros 24% querem se aposentar quando tiverem entre 56 e 60 anos de idade, e 21% gostariam de chegar à aposentadoria antes disso.

Na média, os entrevistados apontaram 60 anos como a idade ideal para a aposentadoria. Os homens gostariam de se aposentar aos 61, e as mulheres, aos 59, de acordo com a pesquisa do Datafolha.

O governo Temer promete apresentar ao Congresso no segundo semestre uma proposta de reforma da Previdência Social para estabelecer idade mínima para as aposentadorias e outras medidas para conter a expansão dos gastos com o benefício.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...