.

.

.

.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Enxurrada de lama!


CNTC lança guia para o trabalhador em tempos de crise

Fonte: CNTC
Em tempos de inflação, desemprego, juros altos e recessão econômica, ter noções de educação financeira pode fazer uma grande diferença na vida do trabalhador e sua família. Pensando nisso, a diretoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC) acaba de lançar o “Guia para o trabalhador em tempos de crise”.

O presidente da CNTC, Levi Fernandes Pinto, destaca a importância da educação financeira. “Não consiste somente em aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro. É buscar melhor qualidade de vida, tanto hoje quanto no futuro, proporcionando segurança material para aproveitar os prazeres da vida e ao mesmo tempo conseguir superar eventuais imprevistos”.

A educação financeira possui importante papel no processo de desenvolvimento econômico, gerando consciência financeira para orientar decisões, proporcionando uma boa gestão das finanças pessoais. A cada momento a sociedade é impactada pelo lançamento de um novo produto, por uma propaganda encantadora e com isso os consumidores são levados ao consumo desenfreado, sem planejamento e gerando endividamento.

Sem as noções básicas necessárias para avaliar os impactos do consumo sem controle, o salário acaba sendo insuficiente para o pagamento das dívidas assumidas. Consequentemente as pessoas recorrem ao crédito rotativo, ao cartão de crédito, o cheque especial e o empréstimo em bancos ou financiadoras, criando a famosa bola de neve dos endividados.

A CNTC acredita na importância de trabalhadores mais informados e na educação financeira de jovens e crianças, bem como dos trabalhadores do comércio e serviços do Brasil e de suas famílias.

Clique e leia...

CSB elege direção ampla e representativa


Fonte: CSB
A Central dos Sindicatos Brasileiros elegeu, durante o II Congresso da CSB, a Diretoria Executiva e a Direção Nacional para a gestão 2016-2021. Na ocasião, 721 delegados de 703 entidades representativas dos trabalhadores de todo o País participaram da votação, que também reconduziu Antonio Neto ao cargo de presidente da Central pelos próximos cinco anos. 

Após a divulgação dos resultados, Neto ressaltou a importância de ter as mais diversas categorias, reivindicações e regiões do Brasil representadas pelas lideranças da Central. De acordo com o presidente reeleito, a Entidade “fez questão de que cada sindicato filiado estivesse presente” na escolha daqueles que assumiriam o compromisso de levantar as bandeiras de luta de cada cidadão brasileiro.

Como reflexo das ações descentralizadas e pluralistas promovidas pela Central, foram eleitos para os postos de vice-presidência representantes de São Paulo, Rio Grande do Sul, Amazonas, Paraíba, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Santa Catarina, Pará, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Brasília, Goiás e Pernambuco.

Direção Nacional e Conselho Fiscal
Em consonância com a eleição de uma diretoria executiva ampla, os nomes indicados para as Secretarias da CSB também formam um grupo que congrega dirigentes de todo o Brasil. São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Pará, Maranhão, Amazonas, Goiás, Paraíba, Ceará e Alagoas são alguns dos estados representados.

Foram nomeados sindicalistas paras as secretarias de finanças, relações internacionais, organização e mobilização, formação sindical, servidores públicos, profissionais liberais, mulher trabalhadora, saúde, saúde do trabalhador, segurança do trabalho, trabalhadores na movimentação de mercadorias, trabalhadores rurais, agricultura familiar e cooperativismo, trabalhadores na pesca, juventude trabalhadora, igualdade racial, meio ambiente, transportes, trabalhadores autônomos, cultura, aposentados e comunicação.

No mesmo dia, foram escolhidos seis conselheiros fiscais, entre titulares e suplentes, e aprovados o Plano de Lutas, o Estatuto, as Teses e Moções da Central. O II Congresso, que ainda reuniu 354 observadores e 288 convidados, também elegeu por unanimidade Luiz Sergio da Rosa Lopes ao posto de presidente de honra da CSB.

A presidente do SEAAC Jundiaí foi eleita no cargo de 1ª Secretária.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Arquitetura e Engenharia: negociação fechada


Depois de uma intensa e difícil negociação fechamos o acordo coletivo para os empregados da categoria Arquitetura e Engenharia Consultiva.

Trabalhadores poderão usar Disque-Denúncia para defender seus direitos

Fonte: Agência Senado 
Trabalhadores, aposentados e pensionistas podem ganhar um novo canal de denúncia contra fraudes a seus direitos. Projeto de lei do Senado que institui o Programa Disque-Denúncia do Trabalhador foi aprovado nesta quarta-feira (2/3) pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS). Se não houver recurso para votação no Plenário, o projeto seguirá para a Câmara dos Deputados. De acordo com o texto, o Disque-Denúncia do Trabalhador será regulamentado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Vídeo conta a história de crescimento e luta da Central dos Sindicatos Brasileiros


Este vídeo institucional que conta a trajetória de lutas de entidade desde a sua fundação.

Cuidado na demissão da gestante

Fonte: Tribunal Superior do Trabalho - TST

quarta-feira, 2 de março de 2016

Gestantes trabalhadoras têm direitos especiais


Fonte: SPM/PR
Licença-maternidade, faltar ao serviço para realizar consultas, alterar funções e amamentar o bebê durante a atividade são algumas das garantias às mamães trabalhadoras. Gestantes têm direitos especiais no ambiente de trabalho, mas muitas desconhecem boa parte deles.

“Não há nada de errado com a Previdência!"


Fonte: CSB
“A retirada do Estado na economia significa um projeto privatizante do País, e não será exagero dizer que já estamos em uma rota privatizante aceleradíssima e radical”. Com um alerta para a política macroeconômica brasileira, a professora e pesquisadora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Gentil, defendeu a resistência à reforma da Previdência proposta pelo governo federal. A palestra aconteceu no terceiro dia de debates do II Congresso da CSB, nesta sexta-feira (26), em Brasília.

Para Denise Gentil, “não há nada de errado com a Previdência. O que está errado é o modelo do governo, é a política recessiva caótica que gera esse pesadelo para os trabalhadores”. Segundo a pesquisadora, ao contrário do que é divulgado pela grande mídia, a Seguridade Social teve um superávit de R$ 35,5 bilhões em 2014 e R$ 16,1 bilhões em 2015, recursos que pertencem à assistência social, saúde e ao sistema previdenciário como determina o artigo 194 da Constituição.

terça-feira, 1 de março de 2016

Cida é a 1ª secretária da diretoria da CSB


Fonte: CSB
O II Congresso da Central dos Sindicatos Brasileiros, evento, que celebra os quatro anos de franco crescimento da Central e que tem como motivação discutir caminhos para a retomada do desenvolvimento nacional com independência e justiça social, aconteceu entre os dias 24 e 26 de feveiro, em BRasília, reunindo 1.363 dirigentes sindicais de todo o país. Ao todo, participaram do Congresso 703 entidades, 721 delegados, 354 observadores e 288 convidados. 

Antonio Neto foi reeleito na ocasião como presidente da CSB. Fazem parte da chapa eleita José Avelino Pereira (Chinelo), 1º vice-presidente, Alvaro Egea, secretário-geral, Maria Aparecida Feliciani, 1ª secretária, Cosme Nogueira, secretário de formação sindical, entre outros componentes da diretoria. O presidente Antonio Neto, visivelmente emocionado em seu discurso na cerimônia de abertura do II Congresso da CSB, relembrou os anos iniciais de luta da entidade, cuja motivação sempre foi a de torna-se uma alternativa de organização para a luta da classe trabalhadora. 

Prestigiaram o congresso o vice-presidente Michael Temer, o ministro do Trabalho e Previdência Social Miguel Rossetto, o secretário especial do Trabalho José Lopes Feijó, o deputado federal Lincoln Portela (PR-MG), o deputado distrital Robério Negreiros (PMDB), o diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil Stanley Gacek, além do analista político, Caleb Maupin, a coordenadora da Auditoria Cidadã, Maria Lúcia Fattorelli, o senador Roberto Requião, entre outros convidados. 

Com base no lema “Desenvolvimento, Independência e Justiça Social”, os delegados aprovaram as teses e compromissos da Central para os próximos cinco anos. Norteadas pelos objetivos de valorizar o trabalho como direito fundamental do cidadão, fortalecer o Estado para promover o desenvolvimento e construir uma sociedade que priorize os interesses coletivos, as teses foram divididas em nove grandes temas, além da introdução, relacionados às relações trabalhistas e a proteção e alavancagem da soberania nacional. 

A presidente do SEAAC Jundiaí participou do Congresso Sindical e foi eleita para o cargo de 1ª secretária da CSB; ela aproveitou a ocasião para lembrar sobre o papel das centrais que figuram como a maior unidade representativa de trabalhadores na organização sindical, a qual aderem sindicatos, federações e confederações de várias categorias, o que as tornam uma “representação intersindical nacional, capaz de lutar com uma grande força organizada pelos trabalhadores e sociedade. "A filiação do SEAAC Jundiaí à CSB é sem dúvida alguma uma conquista para os trabalhadores EAA de nossa região", afirmou convicta, "agora é mãos à obra!"

Álbum de fotos

Promover o desenvolvimento, defender direitos e combater a supremacia dos bancos sobre a economia são prioridades na luta da CSB


Fonte: CSB
Com base no lema “Desenvolvimento, Independência e Justiça Social”, os 721 delegados das 703 entidades participantes do II Congresso da CSB aprovaram, durante o terceiro dia de evento, as teses e compromissos da Central para os próximos cinco anos. A votação, conduzida pelo presidente reeleito Antonio Neto, aconteceu na última sexta-feira (26), no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Norteadas pelos objetivos de valorizar o trabalho como direito fundamental do cidadão, fortalecer o Estado para promover o desenvolvimento e construir uma sociedade que priorize os interesses coletivos, as teses foram divididas em nove grandes temas, além da introdução, relacionados às relações trabalhistas e a proteção e alavancagem da soberania nacional.

Moções aprovadas no II Congresso da CSB reforçam os ideais de luta da Central e suas bases


Fonte: CSB
O II Congresso da CSB terminou na tarde do dia 26 de fevereiro com a aprovação de seis moções, que, entre outras pautas, reforçam apoio às causas dos taxistas, trabalhadores da saúde no Sistema Único de Saúde (SUS), frentistas, contra a terceirização dos trabalhadores do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso (INDEA – MT) e contra o corte de trabalhadores concursados celetistas da Universidade Federal de Alagoas. O presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros, Antonio Neto, também apresentou  moção que pede, ao Congresso Nacional, a derrubada do veto de Dilma Rousseff à auditoria da dívida pública incluída na lei do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019. Todas as moções foram aprovadas por unanimidade.

A hora delas!

Que as brasileiras vão mais ao médico dos que os homens, já era de se esperar, mas isso foi comprovado pela Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada em junho de 2015, realizada em conjunto pelo Ministério da Saúde e pelo IBGE.

No resultado, 71,2% dos entrevistados haviam se consultado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses, sendo que entre as mulheres o índice chegou a 78%, contra 63,9% dos homens. 

Essa é uma das razões que levaram ao aumento da expectativa de vida delas, segundo a última PNAD. Em 1980, a mulher vivia, em média, até os 65 anos de idade, em 2010, a estimativa subiu para 77 anos de idade. 

Combatendo o mosquito!

Fonte: SPM/PR

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Comércio eletrônico registra crescimento de 15% em 2015

Fonte: CNTC c/informações Ag. Brasil
O comércio eletrônico registrou crescimento nominal de 15% no faturamento, movimentando R$ 41,3 bilhões em 2015. A previsão é que, até o fim do ano, o e-commerce nacional fature R$ 44,6 bilhões, o que representa um acréscimo nominal de 8%, em relação ao período anterior, de acordo com a 33ª edição do relatório WebShoppers, elaborado pela E-bit/Buscapé.

(...)Entre os destaques, aparece o crescimento das vendas por dispositivos móveis, que passaram a representar 12% do faturamento, na média do ano, e 14,3%, em dezembro. O número de consumidores com pelo menos uma compra pela internet chegou a 39,1 milhões, volume 3% maior na comparação com 2014. A quantidade de pedidos cresceu 3%, alcançando 106,2 milhões.

(...)Segundo os dados, o valor médio das compras atingiu R$ 388, 12% mais alto se comparado ao ano anterior. Para 2016, estima-se que o tíquete médio das compras gire em torno de R$ 419, o que representa um crescimento de 8%, em relação ao ano passado.

O estudo revelou ainda que, no meio online, as categorias mais populares são viagens e turismo, eletrônicos e assinatura de revistas, decorrente do alto valor agregado dos produtos, que faz com que os consumidores usem a internet como ferramenta de pesquisa e busca pelo melhor preço.

A preferência pelo varejo físico ficou com as categorias petshop, alimentos e bebidas e joalheria, pela necessidade de visualização de muitos produtos ou, por exemplo, por causa da dificuldade na logística para produtos alimentícios perecíveis. (...)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...